Como Identificar Um Rolamento Falso

Infelizmente, a pirataria (termo popular para produtos falsificados) é muito comum em diversos mercados: venda de mídias falsificadas de filmes e jogos, roupas falsificadas, calçados falsificados, e até rolamentos falsificados! Mesmo os maquinários industriais podem estar fadados a usarem um rolamento falso.

 

O problema de se usar rolamentos falsificados é que eles podem desde estragar mais rápido a até causar um acidente de trabalho em virtude de um dano irreversível em uma máquina. Por isso, neste artigo você irá aprender as principais técnicas de falsificação de rolamentos para saber diferenciar o verdadeiro do falso.

 

 

A dimensão do problema

Segundo dados levantados pela Associados Distribuidores e Importadores de Rolamentos e Peças Industriais (ADIRPI) no ano de 2015, mais de 20% dos rolamentos e peças industriais comercializados no Brasil são falsificados.

Esta porcentagem representa aproximadamente R$ 200 milhões de um mercado que movimenta mais de R$ 1 bilhão por ano.

A venda de rolamentos falsificados ainda tem força no Brasil pois tanto o produto como a embalagem se assemelha muito com o original. Infelizmente, a verdade só vem à tona quando o rolamento falso se danifica pela sua baixa durabilidade, causando prejuízo à máquina que ele está instalado e à produtividade da empresa.

 

Como um rolamento falso é produzido

Os falsificadores usam de diversas técnicas para criar um produto pirata. Eis os métodos mais comuns abaixo:

  • “Reciclagem” de rolamentos. Um rolamento usado é limpo e polido, então é vendido como se fosse novo.
  • Falsificação de marcas. Um rolamento de baixa qualidade é fabricado e embalado como se fosse um rolamento de qualidade e marca conhecida no mercado.
  • Remanufatura de rolamentos. Um rolamento é retrabalhado e vendido sem indicação que passou por este processo de reaproveitamento.

Antigamente, a falsificação de rolamentos acontecia apenas em países emergentes e com produtos pequenos. Atualmente, há rolamentos falsificados em todo o mundo e até de produtos maiores, os quais são usados na indústria em geral.

 

Como evitar adquirir rolamentos falsificados

Para que você não venha a ser uma vítima de empresas falsificadoras de rolamentos, ou não ser engrupido novamente (caso você já tenha sido enganado alguma vez), você pode tomar algumas atitudes simples para se prevenir da pirataria. Veja abaixo o que você pode fazer:

  • Compre rolamentos sempre de vendedores ou revendedores autorizados. Você sempre estará seguro em adquirir um produto original e com garantia.
  • Solicite a averiguação do rolamento pela fabricante ou por um técnico autorizado se desconfiar da procedência ou qualidade do produto.
  • Evite as “ofertas tentadoras” de certos vendedores ou de certas lojas, como as “promoções” encontradas em sites de compra e venda em geral (por exemplo, o MercadoLivre).
  • Algumas empresas oferecem recursos para ajudar os seus clientes a identificar produtos originais e falsos. A SKF, por exemplo, disponibiliza o seu app SKF Authenticate na App Store (iPhone, iPad) e na Google Play Store (Android) para que seus clientes mandem uma foto do rolamento e os técnicos da empresa fazem a avaliação de autenticidade.

 

Então, quando precisar, utilize estas ferramentas disponibilizadas pela fabricante do seu rolamento, se houver.

 

Conclusão

Neste artigo você conheceu a triste realidade dos rolamentos falsificados no Brasil. A pirataria consegue alto faturamento, mas as empresas lesadas sofrem grandes prejuízos com os produtos de baixa qualidade.

Você aprendeu as técnicas usadas para se fabricar um rolamento falso e também viu como você pode se defender destes aproveitadores.

Se você gostou deste artigo, compartilhe o seu comentário no espaço logo abaixo. A sua opinião será importante para os outros leitores deste texto, independentemente de ser uma sugestão, um elogio, uma dúvida ou até mesmo uma crítica.

Post Author: Rolamentos e Esferas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *