Como escolher um rolamento?

Diversos fatores influenciam na escolha do rolamento ideal para cada aplicação:

  • Espaço disponível
  • Cargas (sentido, intensidade, oscilações, impacto)
  • Velocidade
  • Precisão necessária
  • Atrito
  • Alinhamento entre o eixo e o alojamento
  • Ruído e Torque
  • Rigidez necessária
  • Posicionamento axial
  • Montagem e Desmontagem (facilidade de manutenção)
  • Temperatura de trabalho
  • Lubrificação necessária
  • Vedação/blindagem
  • Entre outros

 

São muitas as variáveis mas, na prática, se o rolamento fica muito diferente do que é o padrão da marca/indústria, ele fica muito mais caro e muito mais difícil de encontrar no mercado.

O melhor mesmo é optar pelos rolamentos padrões, a menos que a aplicação realmente exija um rolamento especial.

Se você só vai trocar um rolamento de uma máquina basta procurar no rolamento seu código – pode estar gravado no anel ou na vedação – e procurar esse mesmo rolamento em lojas especializadas. Caso o rolamento não tenha tido desempenho satisfatório deve-se entender as causas da falha para mudar o que for necessário.

Se você ainda está projetando a aplicação acho que o mais importante é verificar quais as cargas que vão atuar sobre o rolamento e as dimensões do rolamento. Assim já é possível definir o modelo do rolamento.

 

Cargas

Direção

As cargas podem ser:

  • Radiais – perpendicular ao eixo
  • Axiais – paralela ao eixo
  • De Momento – carga tenta fazer o rolamento “inclinar”

Há diferentes linhas de rolamentos para suportar diferentes tipos de cargas.

 

Intensidade

A intensidade da carga também vai influenciar no tipo de rolamento.

Quanto maior o rolamento, maior a carga que ele aguenta.

Normalmente rolamentos de rolos suportam carga maior do que os equivalentes em esferas.

 

Dimensões

O espaço disponível também influencia na escolha do rolamento. Se for necessário suportar uma carga mais alta, mas não há espaço para um rolamento maior, então se cogita o uso de um rolamento de rolos.

Se o espaço é reduzido, deve-se considerar os micro rolamentos (como em canetas de dentista). Se não há muito espaço além do eixo, há a “linha fina” de rolamentos.

Mas, de maneira geral, é bom se manter nas dimensões da linha 6000 é melhor, já que por ser o padrão, os preços ficam bem mais acessíveis.

 

Vedação/Blindagem

Depois de escolher a linha do rolamento (esferas, rolos, autocompensador, etc etc) e depois de verificar as dimensões já é possível procurar o rolamento.

Normalmente a gaiola e lubrificação do rolamento segue um padrão do fabricante. Mas várias linhas de rolamento oferecem diferentes opções de vedação/blindagem. Os tipos mais comuns são: aberto, dupla vedação de borracha e dupla blindagem de aço. Há outras vedações como vedação em teflon, vedação em Viton, vedação sem contato, etc.

 

  • Aberto
    • Rolamento sem nenhuma vedação ou blindagem
    • Não tem fricção
    • Não oferece proteção contra contaminação, pó, sujeira
    • Referência: –
  • Dupla vedação de borracha
    • Rolamento com vedação de borracha que tem contato com o anel interno e o externo
    • Apresenta maior fricção
    • Excelente proteção contra contaminação
    • Referência: 2RS
  • Dupla blindagem de aço
    • Rolamento com blindagem de aço sem contato
    • Não tem fricção
    • Boa proteção contra contaminação
    • Referência: 2Z, ZZ

 

Ou seja, em uma aplicação onde o ambiente tem muito pó/sujeira, ou vai ser difícil de limpar regularmente, é melhor escolher um rolamento 2RS – mas sempre lembrando que a rotação máxima de um rolamento 2RS é inferior ao ZZ.

Outra variação menos comum, mas importante, é a folga do rolamento: C2, C3, C4, C5. Quando não há marcação o rolamento tem “folga normal”. C3, C4 e C5 representam folgas internas maiores.
A folga interna é a distância entre os anéis e os elementos rolantes (esferas, rolos). Uma maior folga pode ser necessária dependendo do tipo de montagem, ou para comportar uma dilatação térmica.

 

Conclusão

São muitas as variáveis na escolha de um rolamento. Além de buscar qual o rolamento ideal para aplicação também é importante verificar a disponibilidade desse rolamento no mercado. Vários itens constam nos catálogos dos fabricantes, mas são praticamente impossíveis de se serem encontrados à venda.

 

Post Author: Rolamentos e Esferas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *